Topo

Entretenimento

ONG de defesa dos animais vira acionista da Prada denunciar uso de couro

28/04/2016 13h00

Milão, 28 Abr 2016 (AFP) - A organização de defesa dos direitos dos animais PETA virou acionista da marca de luxo Prada para estar presente nas assembleias gerais e poder pedir o fim da venda de produtos feitos com couro de avestruz.

A PETA não informou quantas ações comprou, mas explicou que virou acionista depois que uma investigação revelou que para fazer produtos de couro, a Prada usa aves de apenas um ano, e que morrem depois de receber uma descarga elétrica ou serem degoladas.

Contactada pela AFP, a Prada não quis fazer comentários.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento