Topo

Livros e HQs

Romancista é o 1º palestino a ganhar Prêmio Internacional de Ficção Árabe

Reprodução/Facebook
O escritor palestino Rabai Al Madhun Imagem: Reprodução/Facebook

Abu Dhabi (Emirados Àrabes Unidos)

27/04/2016 15h05

O romancista Rabai Al Madhun se tornou o primeiro palestino a ganhar o Prêmio Internacional de Ficção Árabe, também chamado de "Booker arabe", por seu livro "Destinos: Concerto do Holocausto e da Nakba".

Nakba ("catástrofe" em árabe) é o termo utilizado pelos palestinos para se referir ao seu êxodo após a criação de Israel em 1948.

A atribuição do prêmio e da sua recompensa de US$ 50 mil (cerca de R$ 176,15) foi anunciada na noite de terça-feira em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, que patrocinou o evento apoiado pela fundação do prestigioso prêmio Booker em Londres.

O romance recria em quatro partes os movimentos de um concerto, que se fusionam no final para "tratar de questões vinculadas ao Nakba, o Holocausto (dos judeus) e o direito ao regresso" dos palestinos à sua terra, segundo o folheto do concurso.

Madhun nasceu na Palestina em 1945 e fugiu com sua família para Gaza. Posteriormente obteve a cidadania britânica e atualmente trabalha em Londres para o jornal saudita Asharq Al Awsat.

O livro conta "histórias de cinco cidades palestinas", disse o escritor após ganhar o prêmio, se referindo a localidades que hoje fazem parte de Israel.

"A história me levou à minha cidade natal, Ashkelon. Passeei por Haifa. Gritei do monte Carmelo: Ah, como podemos ter perdido este país"!, acrescentou.

Madhun foi indicado para o mesmo prêmio em 2010, pelo seu romance "A dama de Tel Aviv", mas perdeu para o escritor saudita Abdo Khal.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Livros e HQs