Entretenimento

Passarela de Paris à espera dos primeiros passos de Gvasalia na Balenciaga

29/02/2016 21h53

Paris, 1 Mar 2016 (AFP) - Os desfiles de moda feminina outono-inverno 2016 começam nesta terça-feira em Paris na expectativa pelos primeiros passos na marca Balenciaga do estilista de origem georgiana Demna Gvasalia, sucessor de Alexander Wang.

Gvasalia, que já trabalhou na Maison Margiela e na Louis Vuitton, dirige atualmente a criação para a nova marca Vetements, que há dois anos causa sensação com uma modelagem superdimensionada e inspiração no streetwear.

Sua contratação foi uma opção ousada para a marca quase centenária fundada por Cristobal Balenciaga.

Dior, Lanvin e Leonard, à espera de um diretor artístico após as mudanças que agitaram a moda parisiense no final de 2015, apresentarão coleções criadas por seus ateliês. O desfile do colombiano Esteban Cortázar está previsto para 7 de março.

A Semana de Moda de Paris, que terá 92 desfiles no programa oficial e 25 nacionalidades, acontece em um momento em que se questionam os calendários tradicionais da moda, perturbados pelas redes sociais.

Os organizadores do evento em Nova York estão refletindo sobre desfiles mais orientados para o consumidor, com apresentações de looks disponíveis imediatamente para venda no lugar da habitual defasagem de seis meses. Várias marcas como Burberry e Tom Ford já deram esse passo.

Cinco nomes novosA Federação Francesa de Costura, assim como sua contraparte de Milão, se opõe a esse sistema por considerar que ele põe em perigo a criatividade em troca de uma visão comercial das coleções.

"Implica pedir aos estilistas para criar o que os vendedores e consumidores esperam", diz o presidente da Federação Francesa, Ralph Toledano, em uma coluna no jornal francês Le Figaro.

François-Henri Pinault, presidente do grupo de luxo Kering (Gucci, Saint Laurent, Alexander McQueen, Balenciaga) disse recentemente que o imediatismo da disponibilidade nas lojas "é a negação do sonho, do desejo".

Além das grandes marcas que fazem sua reputação, a Semana de Moda de Paris recebe novos nomes em seu programa oficial. Dois deles desfilam na abertura do evento: a holandesa Liselore Frowijn, que em 2014 ganhou o prêmio Chloé do Festival Internacional de Moda de Hyères (sul da França) e a marca Y/Project com o estilista belga Glenn Martens.

Outra holandesa, Dorhout Mees, dará seus primeiros passos na passarela parisiense no domingo. Off White, do estilista americano Virgil Abloh, um dos finalistas de 2015 do prêmio LVMH e conselheiro de moda de Kanye West, desfila em 8 de março. A marca Paskal, da ucraniana Julie Paskal, desfila no último dia, em 9 de março.

os nove dias de desfiles vão marcar também a volta de Givenchy à Paris após a escapada novaiorquina da temporada passada. Saint Laurent apresentará a segunda parte de sua coleção feminina outono-inverno, cujos primeiros modelos Hedi Slimane apresentou em Los Angeles em 10 de fevereiro.

A Federação Francesa de Costura, que lançou um aplicativo da Semana de Moda de Paris, organiza além do evento a oitava temporada de "Designers Apartment", programa que seleciona jovens criadores para expor suas coleções para a imprensa e os compradores.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo