Entretenimento

Morre fotógrafa franco-marroquina ferida no ataque em Burkina Faso

18/01/2016 22h59

Rabat, 19 Jan 2016 (AFP) - A fotógrafa franco-marroquina Leila Alaoui, que ficou gravemente ferida no atentado de Uagadugu, em Burkina Faso, faleceu nesta segunda-feira à noite - anunciou a agência marroquina MAP.

A jovem "faleceu às 21h15 em uma clínica da capital burquinense de parada cardíaca", noticiou a MAP, citando a embaixada do Marrocos em Burkina Faso.

Leila Alaoui foi ferida a tiro na noite de sexta-feira, quando estava na varanda do café-restaurante Cappuccino. No hospital, sua operação durou horas.

Alaoui era conhecida por seu trabalho no Marrocos, na França e no Líbano, onde vivia parte do ano.

Sua obra já foi exposta em Nova York, Dubai e, até domingo passado, estava em exibição na Casa Europeia da Fotografia de Paris.

A fotógrafa estava em Burkina Faso em uma missão da Anistia Internacional.

O atentado deixou 29 mortos, de acordo com o governo burquinense.

jm-gk/plh/jmr/tt

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo