Entretenimento

Chaouqui acusa padre espanhol de ter gravado conversa com Papa

04/11/2015 11h42

Cidade do Vaticano, 4 Nov 2015 (AFP) - Francesca Chaouqui, acusada junto com o padre Lucio Ángel Vallejo Balda de ter vazado documentos confidenciais do Vaticano, diz que foi o espanhol que gravou as conversas privadas do Papa, segundo revelou nesta quarta-feira o jornal La Repubblica.

"Foi monsenhor Balda que fez as gravações do papa Francisco, eu não sabia nada", declarou a publicitária italiana.

Chaouqui, que foi detida no fim de semana no Vaticano e pouco depois liberada por colaborar com a justiça, diz que tem provas do envolvimento de Vallejo.

"Foi ele que mostrou uma gravação aos membros da Cosea", a comissão criada para estudar a estrutura econômica e administrativa da Santa Sé, da qual ambos participaram.

Chaouqui afirmou ao jornal La Repubblica que estava envolvida no caso, a pedido do sacerdote, que era seu amigo e que foi quem a recomendou para participar da comissão.

No entanto, após a publicação da entrevista, a publicitária denunciou em sua página no Facebook que o jornalista havia utilizado suas declarações sem o seu acordo.

As prisões do fim de semana coincidem com a publicação de extratos de dois livros que serão lançados amanhã e que revelam a má administração e os desperdício das finanças do Vaticano.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo