Entretenimento

Nobel de Literatura diz que ama o mundo russo, mas não seu totalitarismo

08/10/2015 11h48

Minsk, Bielorrússia, 8 Out 2015 (AFP) - A escritora bielorrussa Svetlana Alexievich afirmou sentir uma grande alegria por ter conquistado nesta quinta-feira o Prêmio Nobel de Literatura, e enfatizou que "não faz concessões ao poder totalitário".

"Eu amo o mundo russo, mas não o mundo russo humano. Não amo Beria, Stalin, Putin e Choigou", enfatizou, referindo-se a Lavrentiy Beria, um dos principais nomes da repressão do ditador russo Joseph Stalin, e Sergei Choigou, ministro da Defesa do presidente russo Vladimir Putin.

Sobre o Nobel de Literatura, dedicou o prêmio a seus conterrâneos.

"Esta é uma recompensa não apenas para mim, com também para nossa cultura, nosso pequeno país", declarou à imprensa. "É difícil ser uma pessoa honesta, mas não se pode fazer concessões ante o poder totalitário", destacou.

"Eu não nasci dissidente", havia declarado a nova Prêmio Nobel de Literatura em uma entrevista publicada em um livro que reúne a maior parte do seu trabalho e publicado na quarta-feira na França.

"Como todas as estudantes soviéticas, eu lia a literatura autorizada, que incluía um monte de histórias de guerra em um tom muito mais vitorioso e heroico", conta a escritora questionada pelo filósofo Michel Eltchaninoff.

Esta entrevista acompanha três das maiores obras de Svetlana Alexijevich publicadas em um volume único da coleção thesaurus da editora Actes Sud.

Trata-se de três "romances de voz" que combinam os mais terríveis testemunhos e os aspectos mais íntimos das duas tragédias do século soviético: a Segunda Guerra Mundial, contada a partir da perspectiva das mulheres que vivenciaram a experiência ("La guerre n'a pas un visage de femme") e daqueles que eram apenas crianças na época ("Derniers témoins") e o desastre nuclear de Chernobyl ("La supplication").

Ao se concentrar no cotidiano, nos detalhes prosaicos que fazem uma vida, a romancista compõe polifonias singulares distantes da doxa patriótica, heroica e sacrificial dos livros lidos durante a sua infância.

tk-ma/del/fg/gm-dmc/jz/cn

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo