Topo

Livros e HQs

Jornalistas franceses são detidos por chantagear o rei de Marrocos com livro

Reprodução / TV5Monde
Os jornalistas Eric Laurent e Catherine Graciet foram indiciados por suposta chantagem Imagem: Reprodução / TV5Monde

29/08/2015 11h38

Dois jornalistas franceses foram indiciados neste sábado em Paris por supostamente chantagear o rei Muhammad VI do Marrocos, exigindo € 3 milhões em troca de não publicar um livro com informações comprometedoras.

Os jornalistas Eric Laurent e Catherine Graciet foram indiciados na madrugada deste sábado (29) após serem detidos depois de se reunir com um representante do rei e receber dinheiro dele, segundo uma fonte judicial.

Os dois jornalistas, que já escreveram vários livros, foram mantidos em liberdade sob controle judicial, o que os proíbe de entrar em contato entre si ou com qualquer outro envolvido no caso.

Eric Laurent, de 68 anos, reconheceu os fatos, segundo fontes próximas ao caso. Já o advogado de Catherine Graciet, Éric Moutet, admitiu que houve "um acordo financeiro".

Segundo o depoimento do advogado, Eric Laurent haveria contatado pela primeira vez o gabinete real em 23 de julho informando que preparava um livro.

Em um primeiro contato, o jornalista haveria proposto não publicar o livro em troca de € 3 milhões. Após a denúncia, ocorreram outros dois encontros, desta vez sob vigilância dos investigadores.

Contatada pela AFP, a editora Editions du Seuil, confirmou que os autores preparavam um livro sobre o rei do Marrocos que deveria ser publicado entre "janeiro e fevereiro".

Ambos repórteres escreveram vários livros de jornalismo investigativo de forma individual e juntos publicaram, em 2012, "O Rei Depredador", sobre o monarca Mohamed VI.
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!