Entretenimento

SIP 'consternada' por assassinato ao vivo de jornalistas nos EUA

26/08/2015 17h46

Miami, 26 Ago 2015 (AFP) - A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) mostrou nesta quarta-feira sua "consternação" pelo impactante assassinato a tiros nos Estados Unidos de dois jornalista que transmitiam ao vivo, e manifestou sua solidariedade com seus colegas e familiares.

O presidente da SIP, Gustavo Mohme, e o encarregado de liberdade de expressão da organização, Claudio Paolillo, manifestaram em um comunicado "sua consternação pelo crime no qual foram assassinados os jornalistas".

Os diretores da organização que agrupa donos e editores de meios de comunicação do continente, com sede em Miami, Flórida (EUA), enviaram suas condolências aos parentes da jornalista Alisos Parker, de 24 anos, e do cinegrafista Adam Ward, de 27.

Ambos foram mortos a tiros enquanto realizavam uma entrevista ao vivo para a rede WDBJ em Virgínia (leste dos EUA), supostamente pelas mãos de um ex-funcionário deste canal, que depois se matou enquanto era perseguido pela polícia.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo