Entretenimento

EI degola ex-diretor do departamento de antiguidades de Palmira

19/08/2015 06h04

Beirute, 19 Ago 2015 (AFP) - O grupo Estado Islâmico (EI) decapitou o ex-diretor da cidade antiga de Palmira, de 82 anos, informaram o diretor do departamento de antiguidades da Síria e uma ONG.

Os integrantes do grupo jihadistas divulgaram fotografias na internet de um corpo amarrado a um poste em Palmira, identificado como o de Khaled al-Asaad.

O diretor do departamento de antiguidades para toda a Síria, Maamun Abdelkarim, afirmou à AFP que Asaad foi executado pelo EI na terça-feira em Palmira, cidade da província de Homs (centro).

"O Daesh (acrônimo em árabe do Estado Islâmico) executou um dos especialistas em antiguidades mais importantes da Síria", disse Abdelkarim.

"Ele foi o diretor do departamento de antiguidades de Palmira durante 50 anos, e estava aposentado há 13. Tinha 82 anos", completou.

Na foto divulgada na internet, um corpo aparece amarrado em um poste de energia elétrica em uma estrada, com um cartaz que o identifica como Khaled al-Asaad.

No cartaz, os jihadistas o acusam de ser um partidário do regime sírio, por ter representado o governo em conferências no exterior ao lado de "infiéis", e de ser o diretor dos "ídolos" de Palmira.

A ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) confirmou a execução e informou que Asaad foi assassinado em uma praça pública de Palmira, diante de dezenas de pessoas.

Os jihadistas assumiram o controle da cidade antiga de Palmira, considerada patrimônio mundial da humanidade pela Unesco por suas famosas ruínas, em 21 de maio.

A versão extrema do islã promovida pelo EI impede formalmente a visita a estes locais arqueológicos e históricos, além de considerar as estátuas de figuras humanas ou animais como idolatria.

mjg-sah/fp

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo