PUBLICIDADE
Topo

Unesco leva para TPI destruição de mausoléus no Mali

18/07/2015 21h56

Bamako, 19 Jul 2015 (AFP) - A Unesco levou ao Tribunal Penal Internacional (TPI) a destruição dos mausoléus de Timbuktu por jihadistas durante sua ocupação do norte do Mali (2012-2013), anunciou neste sábado a diretora geral da instituição.

"Destruir um patrimônio cultural é considerado crime de guerra, segundo a Convenção de Haia", disse Irina Bokova, que chegou ontem ao Mali. Ela visitou neste sábado mausoléus reconstruídos em Timbuktu.

"Oito mausoléus foram reconstruídos, e o restante o será até o fim do ano", assinalou, durante uma entrevista coletiva em Bamako.

"Através da reconstrução dos mausoléus, podemos acompanhar os acordos de paz e recuperar a identidade da cidade", indicou a diretora, anunciando que também ajudaria a restaurar "outros tesouros do patrimônio cultural de Timbuktu", como manuscritos e mesquitas.

A Unesco já investiu 3 milhões de dólares dos 11 milhões previstos nos trabalhos de restauração, assinalou.