Entretenimento

Moda masculina em Paris: fúria de Rick Owens e homenagem de Van Noten a Marilyn

25/06/2015 18h36

Paris, 25 Jun 2015 (AFP) - A fúria do estilista Rick Owens contra seu modelo favorito, que se manifestou contra Angela Merkel, o exotismo da Louis Vuitton, e uma homenagem de Dries Van Noten a Marilyn Monroe marcaram esta quinta-feira, segundo dia dos desfiles de moda masculina em Paris.



Fúria de Rick Owens"Estou furioso". O estilista americano Rick Owens declarou que não gostou nada da iniciativa de um de seus modelos contra a chanceler alemã. Na frente dos fotógrafos, o modelo mostrou uma placa escrito: "Please kill Angela Merkel - not" ("Por favor matem Angela Merkel - Não").

O incidente acontece seis meses depois da polêmica gerada na temporada anterior por seu desfile, em que alguns modelos mostraram os genitais.

Desta vez, disse Owens, "foi algo imprevisto". "Não foi minha ideia, peguei ele quando voltou da passarela. Ele é meu preferido há doze anos e por isso se achou autorizado a fazer algo assim em pleno desfile", disse Owens em entrevista à AFP.

A marca Rick Owens publicou posteriormente um comunicado se eximindo de "toda a responsabilidade neste ato de protesto" por parte de um dos modelos. A piada ofuscou o desfile com o tema "os cíclopes", em que os modelos tinham os cabelos tão volumosos que lembravam criaturas monstruosas.



As viagens de Louis Vuitton e Issey Miyake"Voem, naveguem, viagem": o slogan, tirado de um anúncio da Louis Vuitton dos anos 1960, aparece estampado nas costas de uma jaqueta em seda e um pulôver da coleção do atual estilista da marca de luxo, Kim Jones.

Entre a moda streetwear e o estilo tradicional do sudeste asiático, entre camisa de turista e roupa de beisebol, a coleção abriu espaço para a seda, os bordados e o couro, enquanto no quesito cor, o vermelho forte se unia ao azul marinho entre estampas asiáticas de flores e pássaros exóticos.

A mesma tendência apareceu no desfile de Issey Miyake, obra do estilista japonês Yusuke Takahashi, que se inspirou também nas cores e formas trazidas de uma viagem para o México no ano passado, e especialmente na arquitetura de Luis Barragán.



Homenagem de Dries Van Noten a MarilynEstampada em um casaco, em bermudas e outros looks, a imagem de Marilyn Monroe se declinava de mil formas na coleção de Dries Van Noten, que propôs uma homenagem aos "ícones rebeldes".

"A coleção evoca os surrealistas e um encontro entre Dali e Monroe", explicou no final do desfile do estilista belga.

Estampas de leopardo e palmeiras são recorrentes na coleção. Na passarela de Noten a seda também teve destaque, além dos materiais mais fluidos. O desfile, realizado em um enorme depósito industrial do leste de Paris, terminou com uma espetacular chuva de confete.

ltl-alm/ltl/aoc/cr/mvv

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo