PUBLICIDADE
Topo

Condenado à prisão perpétua fundador do site de venda de drogas Silk Road

29/05/2015 20h24

Nova York, 29 Mai 2015 (AFP) - O fundador do site de venda de drogas online Silk Road, Ross Ulbritch, foi condenado nesta sexta-feira à prisão perpétua por uma juíza em Nova York.

Ulbricht, de 31 anos, que criou o site em 2011, foi considerado culpado em fevereiro passado de lavagem de dinheiro, tráfico de drogas, empreendimento criminoso e pirataria digital.

Seu site, conhecido como "o eBay da droga", permitia adquirir heroína, cocaína, LSD e outros produtos ilegais, como documentos falsos, mediante o uso da moeda virtual bitcoin para garantir o anonimato de milhares de compradores de todo o mundo.

Além de condená-lo a duas penas de prisão perpétua por tráfico de entorpecentes e empreendimento criminoso, a juíza federal Katherine Forrest condenou Ulbricht a penas de cinco, de 15 e 20 anos, por pirataria, tráfico de documentos falsos e lavagem de dinheiro, as penas máximas para estes crimes.

A juíza disse ao condenado que nunca poderá ser libertado.

"O que ele fez com o Silk Road é terrivelmente destrutivo para o tecido social", declarou a juíza, após uma audiência de três horas, na qual destacou que a educação privilegiada a que Ulbricht teve acesso e seus estudos superiores fazem com que suas ações sejam ainda mais incompreensíveis do que as de um traficante de drogas comum.

Os pais de um jovem de 25 anos de Boston e os de um adolescente australiano de 16 anos relataram seu drama: seus filhos morreram após terem consumido drogas adquiridas no Silk Road.

Os relatos levaram às lágrimas Ulbricht, que pediu à juíza que o deixasse falar "de sua perspectiva" dos fatos. Também rejeitou a descrição que a acusação fez dele: um homem com comportamento sociopata.

"Se me dessem uma chance, não infringiria mais a lei", prometeu. "Não sou um sociopata (...) egocêntrico. Só cometi vários erros".

O site oferecia de kits para pirataria digital e documentos falsos a um serviço de matadores de aluguel, segundo a acusação.

Suspeita-se que Ulbricht ordenou matar seis pessoas de seu entorno para proteger o sigilo sobre as transações do site. No entanto, nada determinou que estes assassinatos tenham se concretizado.

Segundo a acusação, o criador do site arrecadou uma fortuna de 18 milhões de dólares através do Silk Road. O site registrou mais de um milhão de transações de drogas em três anos.

A defesa pediu a pena mínima de 20 anos de prisão e Ulbricht tem o direito de apelar da sentença - a máxima prevista segundo a lei federal para cada acusação.