PUBLICIDADE
Topo

Conselho de Segurança exige justiça para crimes contra jornalistas

27/05/2015 15h48

Nova York, 27 Mai 2015 (AFP) - O Conselho de Segurança da ONU exigiu por unanimidade que se ponha fim à impunidade existente nos crimes contra jornalistas, uma resolução qualificada de histórica por uma organização de defesa da imprensa.

A resolução expressa "profunda preocupação diante das ameaças que afetam a segurança dos jornalistas" de parte de extremistas, como o grupo Estado Islâmico.

O Conselho "exorta aos Estados-membros assegurar que os crimes cometidos contra os jornalistas, profissionais de mídia e seus colaboradores (que trabalham em zonas de guerra) não fiquem impunes".

"É um dia histórico para a proteção dos jornalistas, mas também, esperamos, para a liberdade de informação", disse Christophe Deloire, secretário-geral da organização Repórteres sem Fronteiras (RSF) diante do Conselho.

Deloire, que destacou que mais de 700 jornalistas foram assassinados nos últimos 10 anos, reivindicou a nomeação de um enviado especial da ONU encarregado especificamente da proteção dos jornalistas, que terá a missão de assegurar que os responsáveis por crimes contra jornalistas sejam julgados e condenados.