PUBLICIDADE
Topo

Portal de Yoani Sánchez completa um ano mas permanece no anonimato em Cuba

21/05/2015 12h39

Havana, 21 Mai 2015 (AFP) - O portal "14yMedio" da dissidente Yoani Sánchez, primeiro meio independente em Cuba, completa um ano nesta quinta-feira no anonimato, com o acesso bloqueado na ilha a maior parte do tempo.

Em um editorial com o título "Um ano, apesar da censura", a equipe do portal de notícias comemora o fato de poder informar "sem compromissos" a uma "sociedade tão necessitada do oxigênio da informação".

No ar desde 21 de maio de 2014, este "meio livre" é um projeto coletivo criado a partir do blog "Generación Y", que deu fama internacional a Yoani Sánchez há oito anos.

Mas o site passa a maior parte do tempo bloqueado pelas autoridades comunistas, para as quais o portal é "totalmente financiado com dinheiro procedente do exterior", segundo o jornal oficial Granma.

O jornal oficial afirma que o "propósito fundamental" do 14ymedio é "alimentar as campanhas de desinformação e difamação contra Cuba".

A filóloga de 39 anos recebeu vários prêmios internacionais por seu blog e suas crônicas mordazes sobre a vida cotidiana em Cuba.

Em janeiro, Yoani se reuniu com a chefe da diplomacia dos Estados Unidos para a América Latina, Roberta Jacobson, durante uma visita desta última a Havana para as negociações sobre a retomada das relações diplomáticas entre entre Cuba e Estados Unidos, após a aproximação anunciada no fim de 2014.

Temas internacionais, cultura, sociedade, esportes: o portal legalmente registrado na Espanha tenta fazer a cobertura de todos os temas sem nenhum tabu.