PUBLICIDADE
Topo

Facebook: canadense confessa homicídio de parentes e se mata

08/05/2015 22h57

Montreal, 9 Mai 2015 (AFP) - A polícia canadense investiga a morte de vários membros de uma mesma família, depois que um homem assumiu, no Facebook, a autoria do assassinato da filha, da mulher e da irmã, suicidando-se em seguida - anunciou uma porta-voz da corporação nesta sexta-feira.

"Estamos a par da página do Facebook", disse a porta-voz Stephanie Ashton, em entrevista coletiva, sem confirmar o número de vítimas, ou sua identidade.

Na quinta-feira por volta de meio-dia, Randy Janzen, da região de Vancouver (oeste do país), postou em sua página na rede social que havia matado a filha Emily, de 19 anos, porque ela sofria de terríveis enxaquecas desde a infância. As dores constantes teriam transformado Emily em uma jovem depressiva.

Em seguida, Randy confessa o assassinato da mulher - "porque nunca processou a notícia da morte do bebê" - e de sua irmã - para que ela "não vivesse com essa vergonha".

Horas depois, a polícia encontrou o corpo de uma vítima em uma casa na periferia de Vancouver e seguiu para outra residência. Lá, o suspeito havia se entrincheirado. Ele acabou ateando fogo ao imóvel, suicidando-se.

Os investigadores ainda não conseguiram entrar na casa destruída pelas chamas, motivo pelo qual não puderam especificar "quantas pessoas estavam no interior da residência", disse Ashton.

"Tenho grande arrependimento por minhas ações e sinto o lixo que eu sou. Estou assumindo absoluta responsabilidade por minhas ações nesses assassinatos", desabafou Randy Janzen, em sua página no Facebook.