Entretenimento

Jornalista do Washington Post será julgado por espionagem no Irã

20/04/2015 16h11

Teerã, 20 Abr 2015 (AFP) - O correspondente do Washington Post Jason Rezaian, detido há quase nove meses no Irã, será julgado por "espionagem" e "colaboração com governos hostis", em um caso que poderia elevar a tensão com Washington.

O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, que admitiu não ter recebido nenhuma confirmação oficial sobre as acusações que pesam contra o jornalista, considerou que "se as informações forem verdadeiras, as acusações são absurdas e deveriam ser imediatamente retiradas".

Pouco antes, o chefe de redação do Washington Post, Martin Baron, chamou de "absurdas e abjetas" as acusações reveladas pela advogada de Rezaian, Leila Ahsan.

Jason Rezaian foi detido em 22 de julho de 2014 em sua residência em Teerã junto com sua esposa, a também jornalista Yeganeh Salehi, que foi libertada posteriormente.

Até então, não havia informações sobre as acusações apresentadas pela justiça iraniana.

"Ele é acusado de recolher informações confidenciais e de propaganda contra a República Islâmica", explicou Leyla Ahsan, após se encontrar pela primeira vez com seu cliente desde que assumiu o caso, em março.

Ela considerou que as acusações não se sustentam, jã que "segundo o direito internacional, Irã e os Estados Unidos não são considerados países hostis entre si".

Um funcionário da justiça iraniana explicou que o caso do jornalista de 39 anos, com dupla nacionalidade americana e iraniana, é "volumoso" e comporta "diferentes aspectos".

"É absurdo e desprezível afirmar, como está fazendo a justiça iraniana, que o trabalho de Jason como freelance e correspondente do Post em Teerã se assemelhe a espionagem ou represente uma ameaça para a segurança do Irã", afirmou Martin Baron em um comunicado.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo