Entretenimento

Policial afegão que matou fotógrafa da AP condenado a 20 anos de prisão

30/03/2015 12h04



Hong Kong, 30 Mar 2015 (AFP) - O policial afegão que disparou e matou uma fotógrafa alemã da agência de notícias americana Associated Press (AP) em abril de 2014 foi condenado a 20 anos de prisão, anunciou nesta segunda-feira o presidente da agência, Gary Pruitt.

Anja Niedringhaus, de 48 anos, e sua colega Kathy Gannon faziam uma reportagem sobre o envio de material eleitoral aos centros de votação quando um policial abriu fogo contra eles gritando "Alá é grande", segundo testemunhas.

Gannon, de 60 anos no momento dos fatos, ficou gravemente ferida.

O policial foi condenado à pena de morte em primeira instâncias, mas recorreu da sentença e teve a pena reduzida a 20 anos de prisão, acrescentou Pruitt, que luta para que o assassinato de jornalistas em zonas de conflito seja declarado crime de guerra.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo