Entretenimento

Mobilização a favor de palhaço palestino detido em Israel

05/03/2015 09h10

Ramallah, Territórios palestinos, 5 Mar 2016 (AFP) - A Anistia Internacional e várias instituições culturais palestinas lançaram um pedido de ação a favor de Mohamed Abu Sakha, um palhaço palestino que trabalhava com crianças deficientes, preso por Israel sem acusação formal ou julgamento.

Abu Sakha foi preso em meados de dezembro na Cisjordânia ocupada e desde 11 de janeiro está em detenção administrativa em Israel, um regime extrajudicial que permite deter palestinos sem julgamento ou acusações por períodos de seis meses prorrogáveis.

A justiça militar o acusa de ser membro da Frente Popular para a Libertação da Palestina (FPLP), a esquerda histórica palestina que figura na lista israelense de "organizações terroristas", afirma a Anistia.

Contactado pela AFP, o exército israelense não confirmou ou negou esta informação.

A rede palestina de artistas (PPAN), que reúne uma dezena de organizações culturais dos Territórios Ocupados, expressou sua profunda preocupação pelo caso de Abu Sakha, membro desde 2008 da escola palestina de circo de Bir Zeit.

Sua mãe, que só pôde visitá-lo uma vez em dois meses, afirma que seu filho "transformou a prisão em um pequeno circo e realizou espetáculos para divertir os outros detidos", entre os quais há crianças "de 12 ou 13 anos" e "deficientes físicos".

A ONU e organismos de defesa dos Direitos Humanos condenaram em várias ocasiões o regime de detenção administrativa, mas Israel afirma que é um mecanismo necessário para impedir atentados e manter em segredo informações importantes.

Israel mantém detidos mais de 7.000 palestinos, um em cada dez sob prisão administrativa, entre eles dois deputados do parlamento palestino, segundo ONGs palestinas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo