Entretenimento

Polícia turca dispersa manifestantes em frente a jornal com gás lacrimogêneo

05/03/2015 16h54

Istambul, 5 Mar 2016 (AFP) - A polícia turca dispersou neste sábado com bombas de gás lacrimogêneo e canhões de água em Istambul cerca de 500 manifestantes diante do jornal de oposição Zaman, colocado na sexta-feira sob tutela judicial pelas forças de segurança, indicou um fotógrafo da AFP.

O jornal, crítico ao presidente islamita-conservador Recep Tayyip Erdogan, foi colocado sob tutela em um novo caso da onda de repressão na Turquia contra os meios de comunicação que preocupa tanto a União Europeia quanto os Estados Unidos.

O grupo Zaman, que também é dono da agência de notícias Cihan, é conhecido por suas posições próxima ao imã Fethula Gulen, inimigo número um de Erdogan desde que explodiu um escândalo de corrupção. O escândalo atingiu as altas esferas do governo no final de 2013.

As razões desta tutela, que se traduz na nomeação de vários administradores para a direção do grupo, não foram divulgadas.

O presidente Erdogan acusa Gulen, de 74 anos, de ter originado as acusações de corrupção contra ele há dois anos e de ter criado um "Estado paralelo" destinado a derrubá-lo do poder. Os partidários de Gulen negam as acusações.

pho-fo-thm/alc/pc/avl/ma

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo