Entretenimento

Pedem libertação de jornalista jordaniano detido em segredo nos Emirados

13/02/2015 00h55

Nicósia, 13 Fev 2016 (AFP) - O jornalista jordaniano Tayseer al Najjar está detido em segredo há dois meses nos Emirados Árabes Unidos - denunciou neste sábado o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ).

Não se têm notícias de Tayseer al Najjar desde o último 13 de dezembro, quando foi convocado pela polícia de Abu Dhabi, dez dias após ter sido informado da proibição de sair do país, disse um comunicado do CPJ.

"É escandaloso que as autoridades de Abu Dhabi possam deter um jornalista jordaniano por meses sem julgamento, sem acusações, sem acesso a um advogado ou contato com sua família", disse o responsável do CPJ para o Oriente Médio, Sherif Mansur.

O CPJ pede que as autoridades dos Emirados Árabes Unidos "expliquem detalhadamente as acusações contra o jornalista e que o libertem imediatamente".

A organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) também expressou preocupação com o caso de Al Najjar, que trabalhava desde abril de 2015 para um meio de comunicação com base nos Emirados.

"Não sabemos por que Al Najjar está desaparecido, mas sabemos que a última vez que foi visto foi sob custódia da polícia de um país que tem tolerância zero para a liberdade de expressão", disse Joe Stork, vice-diretor da HRW no Oriente Médio, em comunicado divulgado sexta-feira.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo