Entretenimento

'Capital' das lanternas chinesas se prepara para o Ano Novo

25/01/2015 17h05

Tuntou, Chine, 25 Jan 2016 (AFP) - No povoado de Tuntou, na província chinesa de Hebei (norte), uma funcionária pinta com letras douradas a palavra "Fu" ("riqueza") em centenas de lanternas vermelhas, um elemento decorativo tradicional e indispensável para as festas de Ano Novo que começam em alguns dias.

Na entrada do povoado, situado 270 km a sudoeste de Pequim, um arco de madeira de vários metros de altura recebe os visitantes com a inscrição "Capital das lanternas".

"Entre 80% e 90% das lanternas utilizadas na China vêm daqui", afirma Bai Liwei, chefe do partido comunista no povoado, que está mobilizado há dois meses para as festas.

Seguindo a tradição, estas lanternas, do tamanho de uma abóbora grande, serão presas nos lares de todo o país na noite de 7 de fevereiro, véspera da Festa da Primavera (o Ano Novo Lunar), uma celebração familiar equivalente ao Natal cristão que dura 15 dias.

Em Tuntou, especializado há 40 anos na fabricação de lanternas, não há grandes fábricas, mas muitos ateliês particulares, cada um especializado em uma parte do processo de fabricação (estrutura metálica, cobertura externa - de tela ou às vezes de seda - ou inscrições decorativas".

As lanternas vermelhas (a cor que na China simboliza a sorte e a felicidade) são usadas em todas as celebrações importantes, como casamentos, inauguração de lojas ou no Ano Novo, celebrado em janeiro ou fevereiro, segundo o calendário lunar.

"Todos os anos são produzidas dezenas de milhares de lanternas e quase todas são vendidas. Uma parte delas é exportada ao sudeste de Ásia, Estados Unidos ou Japão. Converteram-se no pilar econômico do povoado", explica Bai Liwei.

Normalmente as lanternas carregam inscrições em letras douradas com mensagens positivas como "felicidade", "paz" ou "família".

Mas nos últimos tempos as mensagens são mais políticas, explica Bai, com alguns dos chamados "12 valores centrais do socialismo" ("democracia", "liberdade" ou "patriotismo") promovidos pelo presidente Xi Jinping.

bur-ehl/ple/ros/pc.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo