Entretenimento

'O Regresso', de González Iñárritu, é o grande vencedor do Globo de Ouro

11/01/2015 12h54

Los Angeles, 11 Jan 2016 (AFP) - O mais novo filme do cineasta mexicano Alejandro González Iñárritu, "O Regresso", deu um grande passo na corrida pelo Oscar ao triunfar no domingo na entrega do Globo de Ouro, evento que também premiou "Perdido em Marte", "Mr. Robot" e "Mozzart in the jungle".

O brasileiro Wagner Moura, que estava entre os indicados ao prêmio - de Melhor ator em série dramática por seu papel em "Narcos" -, acabou perdendo para Jon Hamm, de "Mad Men".

"Perdido em Marte", dirigido por Ridley Scott, foi coroado, por sua vez, como a Melhor Comédia, embora narre a angustiante odisseia de um astronauta que tenta voltar à Terra depois que sua missão falha.

González Iñarritu viveu uma grande noite subindo duas vezes ao palco para receber os prêmios de Melhor filme de drama e Melhor direção por "O Regresso", um western no qual explora os instintos mais básicos do ser humano.

A festa para ele se tornou completa quando seu protagonista, Leonardo DiCaprio, recebeu o Globo de Ouro, em um claro sinal de que também está se lançando como favorito para a temporada de prêmios.

O ator foi recompensado por encarnar de forma brutal um caçador da América do Norte de 1820, que sobrevive à natureza mais hostil para se vingar de seus companheiros, que o enterram vivo.

A filmagem foi realizada no Canadá e na Patagônia argentina, sob as condições meteorológicas mais extremas e com a ajuda dos povos nativos.

"Não se trata de orçamento ou ambição. Cada filme é muito difícil de fazer e este é a aventura mais difícil na qual já embarquei", afirmou o diretor mexicano, que ainda carrega as lembranças do grande ano que viveu em 2015 com "Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)".

"É hora de reconhecermos sua história e protegermos suas terras indígenas dos interesses corporativos", disse DiCaprio às populações nativas que participaram do filme.

Rocky Balboa voltouBrie Larson surpreendeu ao se converter na Melhor atriz de drama por "O Quarto de Jack". Embora as apostas dessem como vencedora Cate Blanchett por "Carol", a jovem atriz conquistou o prêmio ao interpretar uma mãe sequestrada junto ao seu filho em um quarto.

Os melhores na comédia foram Matt Damon por "Perdido em Marte" e Jennifer Lawrence, estrela de "Joy: o nome do sucesso", onde volta a trabalhar sob as ordens do cineasta David O.Russell.

"Obrigada por me escolher, por seu profisisonalismo. Seu amor pelo cinema é puro. Faz filmes sem se importar se as pessoas os verão. É um elogio", declarou dirigindo-se ao diretor.

Sylvester Stallone protagonizou um dos momentos mais emocionantes da noite ao receber o prêmio de Melhor ator coadjuvante por sua atuação em "Creed", onde volta a interpretar o mítico boxeador Rocky Balboa, o personagem que o levou ao estrelato.

"Quero agradecer ao meu amigo imaginário Rocky Balboa por ser o melhor amigo que já tive", declarou sorridente.

Do lado feminino, Kate Winslet foi eleita Melhor atriz coadjuvante por "Steve Jobs", a biografia baseada na vida do cofundador da Apple.

A Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA) premiou o húngaro "Son of Saul" como Melhor filme estrangeiro, enquanto "Divertida Mente" venceu na categoria Melhor animação.

Vitória de García Bernal Do lado da televisão, o mexicano Gael Barcía Bernal viveu uma noite única celebrando sua vitória como Melhor ator de comédia em televisão por "Mozart In The Jungle", que também foi premiada.

Nesta série tranasmitida pela Amazon, o ator encarna um maestro que toma as rédeas da orquestra sinfônia de Nova York, um personagem baseado no venezuelano Gustavo Dudamel.

"Quero dedicar isso à música, a todas as pessoas que encontram na música um código comum para a comunicação, a justiça e a liberdade", declarou emocionado.

O brasileiro Wagner Moura, por sua vez, perdeu para Jon Hamm ("Mad Men") o prêmio de Melhor ator de drama de televisão por encarnar Pablo Escobar em "Narcos", enquanto "Mr. Robot" levou o prêmio de Melhor série de drama.

O guatemalteco Oscar Isaac, novo astro da saga "Star Wars", também recebeu um Globo de Ouro de Melhor ator em minissérie ou filme para a TV por seu papel protagonista em "Show Me A Hero".

A cerimônia foi apresentada pelo humorista britânico Ricky Gervais, que aproveitou seu papel para fazer piada com os astros de Hollywood.

Gervais fez comentários divertidos para Mel Gibson, Matt Damon e Sean Penn, ausente na entrega dos prêmios, mas no centro de uma polêmica desde que foi divulgado no sábado que entrevistou clandestinamente o traficante mexicano Joaquín "El Chapo".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo