PUBLICIDADE
Topo

Cuba começa a oferecer Internet sem fio até final de janeiro

10/01/2015 22h02

Havana, 11 Jan 2015 (AFP) - No final deste mês, Cuba, país com escassa cobertura de Internet, começará a vender conexões wi-fi para computadores, celulares e tablets, informou o site da União de Jornalistas de Cuba (Upec, na sigla em espanhol) neste sábado.

"Santiago de Cuba (sudeste da ilha) foi a província escolhida pela Etecsa (o monopólio estatal das telecomunicações) para dar início, no final deste mês, à prestação de serviços de acesso à Internet mediante conexão wi-fi", afirmou a Upec.

Esta será a primeira vez que a Etecsa vai oferecer conexões sem fio à rede mundial de computadores, alvo de rígido controle por parte do governo da ilha e reservada a empresas, universidades e instituições.

"Mediante o serviço wi-fi, os usuários poderão postar e baixar arquivos a uma velocidade que, inicialmente, será de um megabyte por segundo e custará US$ 4,50 a hora", acrescentou a Upec.

A tarifa é proibitiva para a grande maioria dos cubanos, representando quase um quarto do salário médio mensal de cerca de US$ 20.

Em 2013, apenas 3,4% dos lares cubanos tinham conexão com a Internet, segundo a União Internacional de Telecomunicações (UIT), que coloca o país entre os menos conectados do mundo.