Entretenimento

Justiça dos EUA fecha 'sites' de venda ilegal de armas e drogas

07/11/2014 18h05

NOVA YORK, 07 Nov 2014 (AFP) - A Justiça americana anunciou nesta sexta-feira o fechamento de várias páginas na Internet do chamado "mercado negro", onde se oferecem drogas e armas ilegais.

Entre os "sites" fechados, está a segunda versão do Silk Road, após a detenção, na quarta-feira, do homem suspeito de administrar o portal conhecido como "eBay da droga".

"Os 'sites' embargados na operação incluem mercados negros que traficam drogas ilegais, armas de fogo, cartões de crédito roubados, passaportes e documentos de identidade falsos, serviços para invadir computadores e dinheiro falsificado", relatou a assessoria do procurador federal do distrito sul de Manhattan, Preet Bharara, em um comunicado.

Participaram da operação forças de segurança dos Estados Unidos e de 16 países europeus.

"É a maior operação, até hoje, contra os 'sites' criminosos que operam na rede 'Tor' [um sistema que permite ocultar o Protocolo de Internet, IP, de identificação de computadores]", acrescentou a mesma fonte consultada pela AFP.

O fechamento dos "sites" aconteceu ontem, após a prisão realizada pela Polícia Federal americana (FBI, na sigla em inglês), quarta-feira, em São Francisco, de Blake Benthall, de 26 anos. Ele seria o administrador de uma segunda versão do portal Silk road.

Segundo a Procuradoria, o Silk Road 2.0 permitia a compra e venda de drogas, assim como de outros produtos de contrabando, de forma anônima na web. A primeira versão dessa página foi fechada no segundo semestre de 2013.

O "site" chegou a anunciar sua reabertura em novembro do ano passado, apenas um mês depois de ser tirado do ar pelo FBI. Ross Ulbricht, acusado de ser o cérebro da empreitada, espera a sentença após se declaração "não culpado" em fevereiro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo