Entretenimento

Justiça alemã suspende embargo sobre obras de arte roubadas

Berlim, Alemanha

09/04/2014 11h00

A justiça da Alemanha suspendeu nesta quarta-feira (09), o embargo sobre as mais de mil obras de arte encontradas na casa de Cornelius Gurlitt, como parte de um acordo para restituir aos donos legítimos as peças que foram roubadas pelo regime nazista.

Gurlitt, de 81 anos, concluiu um acordo na segunda-feira com o estado federal alemão e com o estado regional da Baviera para restituir as obras roubadas.

Os donos legítimos das obras deverão ser identificados em um prazo de até 12 meses. Como parte do acordo, a justiça de Augsburg suspendeu a ordem de embargo sobre as obras, que estavam em vigor há mais de dois anos, após a descoberta do "tesouro" no apartamento de Gurlitt, em Munique.

A justiça alemã destacou, no entanto, que prossegue com a investigação contra Gurlitt por fraude fiscal, que levou à descoberta das obras. A justiça já havia confiscado há dois anos obras que pertenceram ao pai dele, um 'marchand' de passado nebuloso durante o regime nazista, em uma investigação por fraude fiscal.

O advogado de Gurlitt, Tido Park, afirmou à AFP que a suspensão do embargo judicial "reforçará a reabilitação" do cliente. "É um bom dia para Cornelius Gurlitt", disse.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo