Topo

Entretenimento

Museu norueguês devolve Matisse de US$ 20 milhões roubado por nazistas

Terje Bendiks/EFE
Quadro "Perfil Azul diante da Chaminé", de Henri Matisse, é exposto na galeria Henie Onstad em Oslo (Noruega), antes de ser devolvido aos herdeiros de um marchand judeu, de quem foi confiscado pela Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Imagem: Terje Bendiks/EFE

De Oslo (Noruega)

21/03/2014 14h56Atualizada em 21/03/2014 16h56

O museu norueguês Heni Onstad devolveu nesta sexta-feira (21) um quadro do pintor francês Henri Matisse roubado pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial aos descendentes americanos do marchand de arte francês Paul Rosenberg.

"Perfil Azul diante da Chaminé", um retrato pintado por Matisse (1869-1954) em 1937, foi entregue aos descendentes de Rosenberg nos Estados Unidos.

O quadro, cujo valor é calculado em 20 milhões de dólares, foi reclamado pela família Rosenberg, que o localizou durante uma exposição no Centro Georges Pompidou de Paris, em 2012.

Confiscado na França pelos nazistas em 1941, o quadro passou a fazer parte da coleção do comandante da Força Aérea Alemã, Hermann Goering, antes de acabar nas mãos do marchand alemão Gustav Rochlitz, proprietário de uma galeria em Paris, e depois na galeria parisiense Pétridès.

Em 1950, o armador norueguês Niels Onstad o comprou do corretor parisiense Henri Bénézit, sem saber direito a origem do quadro.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento