Entretenimento

Redatora-chefe de jornal russo despedida por cobertura da Ucrânia

12/03/2014 16h34

MOSCOU, 12 Mar 2014 (AFP) - A editor-chefe do site de informações mais antigo e mais lido da Rússia, o Lenta.ru, foi demitida nesta quarta-feira após receber uma advertência da autoridade de controle da imprensa por entrevistas com ultranacionalistas ucranianos.

Este site é conhecido pela sua cobertura detalhada da oposição ao presidente russo, Vladimir Putin, como os casos do grupo de punk Pussy Riot e do opositor Alexei Navalny.

O proprietário do site, Alexandre Mamut, tomou a decisão de demitir a editora-chefe Galina Timtshenko com efeito imediato, indicou em um comunicado curto, sem justificar a decisão.

"Acabou, obrigada, foi muito interessante", escreveu Timtshenko no Facebook.

Galina Timtshenko dirigia o Lenta.ru desde 2004 e trabalhava para o site desde a sua criação em 1999.

A autoridade de controle da imprensa, Roskomnadzor, já havia publicado um aviso oficial para o Lenta.ru por "difusão de material extremista".

A Roskomnadzor cita uma entrevista com um membro do Pravy Sektor, movimento radical ucraniano que se opôs à polícia ucraniana durante os violentos confrontos no mês passado, bem como um artigo que citava o chefe do movimento de extrema direita, Dmytro Iaroch.

"Estes textos incluíam declarações que incitavam o ódio étnico", acrescentou a Roskomnadzor.

Dois avisos são suficientes para que um veículo de comunicação seja fechado.

am-uh/jeb/eg.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo