Entretenimento

Para Obama, um terceiro mandato seria tão ruim quanto 'Se beber, não case 3'

11/03/2014 14h05

WASHINGTON, 11 Mar 2014 (AFP) - O presidente Barack Obama descartou a ideia de se apresentar a um terceiro mandato, que, de qualquer forma, é vetado pela Constituição, argumentando que seria tão ruim quanto o terceiro e último filme da série "Se beber, não case".

"Como é ser o último presidente negro dos Estados Unidos?", perguntou a Obama o comediante Zach Galifianakis em uma entrevista divulgada no site humorístico da Internet "FunnyOrDie.com".

"E como é falar pela última vez com um presidente?", respondeu Obama.

"Você deve ficar chateado em não poder ser candidato pela terceira vez" à presidência, afirmou Galifianakis, em alusão à emenda 22 da Constituição - adotada em 1947 - que limita a dois o número de mandatos presidenciais.

"Não, acho que é uma boa ideia", respondeu Obama rindo de si mesmo. "Uma terceira vez seria como fazer um terceiro 'Se beber, não case'. Não funcionou muito bem, né?", acrescentou com ironia para irritar Zach Galifianakis, um dos protagonistas da terceira parte da saga.

"Se beber, não case 3", a última sequência do filme sobre quatro amigos, foi uma das grandes decepções da bilheteria americana no ano passado. Conseguiu apenas recuperar os gastos de produção e arrecadou 19% dos votos positivos no site "RottenTomatoes.com", que reúne as opiniões de críticos de cinema.

Com o objetivo de irritar um pouco mais o comediante Galifianakis, Obama considerou que o êxito desta saga deve-se, principalmente, a Bradley Cooper.

A entrevista, divulgada através de um site acessado principalmente por jovens, tinha como objetivo principal promover a reforma do seguro-saúde no Estados Unidos. O governo quer fazer com que sete milhões de pessoas se inscrevam no sistema antes do fim de março.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo