Entretenimento

Suposta amante do presidente francês faz primeira aparição pública desde janeiro

28/02/2014 18h16

PARIS, 28 Fev 2014 (AFP) - A atriz francesa Julie Gayet fez, nesta sexta-feira, sua primeira aparição pública desde a revelação, em janeiro, de que mantinha um suposto caso com o presidente da França.

Gayet compareceu à cerimônia de entrega dos prêmios César, o equivalente francês aos Oscar, em Paris.

Com um 'look' totalmente preto, a atriz chegou sozinha ao teatro do Châtelet, local onde acontece a cerimônia, e foi recebida pelo presidente da Academia dos Césares, Alain Terzian, com quem posou para fotos.

Ela concorre na categoria de melhor atriz coadjuvante por seu papel no filme "Quai d'Orsay". Julie Gayet não era vista em público desde as revelações feitas pela revista Closer de um suposto romance com François Hollande.

A revista publicou fotos da atriz e do presidente, clicados separadamente, na frente de um prédio residencial onde os dois se encontravam.

Após o episódio, a atriz prestou queixa contra a Closer por invasão de privacidade e, depois, "por ter colocado a vida de terceiros em perigo". Mãe de duas crianças, Gayet se disse assediada por paparazzi.

Para evitar o assédio dos fotógrafos, a atriz adiou sua presença em diversos compromissos, como o tradicional almoço dos indicados aos César, no último 8 de fevereiro.

A outra mulher do triângulo amoroso, a ex-companheira de Hollande, a jornalista Valérie Trierweiler, também escolheu esta sexta-feira para fazer sua primeira aparição pública na França desde o término de seu relacionamento com o presidente francês.

Valérie Trierweiler compareceu ao desfile da maison Dior, organizado do Museu Rodin, em Paris, onde sentou-se na primeira fila. Ela chegou sem guarda-costas.

jfg-pjl/nou/gg/mm/dm

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo