Entretenimento

Lacoste brilha nos Jogos Olímpicos e na Semana de Moda

08/02/2014 19h33

NOVA YORK, 08 Fev 2014 (AFP) - Felipe Oliveira Baptista, diretor artístico da Lacoste, estava radiante neste sábado, em Nova York, na apresentação de sua nova coleção na Semana de Moda.

Ontem, a equipe da França desfilou uniformes da Lacoste na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi. Hoje, o teatro do Lincoln Center estava lotado para o desfile da coleção outono/inverno 2014 da marca, inspirada no lendário campo de golfe da família Lacoste em Chantaco, País Basco francês.

"Fiquei muito orgulhoso", disse Oliveira à AFP, sobre o desfile dos atletas em Sochi. "Criei o uniforme com as equipes, e o achei muito bonito." Com um grande sorriso, assinalou: "Entre todos os países, vencemos a eleição de melhor uniforme!"

Depois de 40 anos vestindo a marca Adidas, a Lacoste se tornou a fornecedora oficial da equipe olímpica francesa, contrato que também cobre os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

A marca do crocodilo criou para Sochi três uniformes elegantes: um para a cerimônia de abertura, outro para ser usado no pódio, e um terceiro, para o dia a dia na vila olímpica.

Mas neste sábado, todos os olhos se voltaram para o Lincoln Center, onde o estilista apresentou, no terceiro dia da Semana de Moda de Nova York, uma coleção sóbria, elegante e confortável, em que, além do azul-marinho e bordô, destacaram-se o marrom e o verde, inspirados no golfe, esporte que deu origem à marca.

Desde que chegou à casa do crocodilo, em 2011, Oliveira não deixou de revisitar sua herança, seus arquivos e suas linhas características.



Casacos até o tornozelo



Casacos de lã se estendiam até o tornozelo, e os ombros eram suavizados pela construção das mangas, pensando nos homens e mulheres Lacoste, que amam o conforto, além da elegância.

Muito náilon também foi visto na coleção, como em um pequeno vestido azul-marinho, um conjunto vermelho com bolsos grandes, mochilas, capuzes e gorros.

"Queria lançar luz sobre uma parte da herança que é muito forte, muito bonita, a do golfe", explicou o estilista, que buscou inspiração no campo de Chantaco.

Como resultado, captou elementos "muito suaves, muito naturais". As matérias-primas eram nobres, como lã e algodão, mas também apareceram tecidos modernos, como o náilon e os materiais resistentes à água.

"Também queria algo futurista", assinalou Oliveira, citando sua busca constante pelo "equilíbrio entre o passado e o futuro", frente a um produto de luxo que não deixa de lado o DNA de conforto e roupas esportivas da marca.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo