Entretenimento

Hollande condena otimização fiscal dos gigantes da internet

06/02/2014 19h56

LA-PLAINE-SAINT-DENIS, Francia, 06 Fev 2014 (AFP) - O presidente da França, François Hollande, disse nesta quinta-feira que as estratégias de otimização fiscal dos gigantes da internet para pagar menos impostos na França são inaceitáveis, em uma visita surpresa no número um francês da economia digital.

"Não é aceitável e por isso, a nível europeu e mundial, devemos fazer com que possa ser questionada a otimização fiscal, ou seja, a tentação de certos grandes grupos (...) de se instalar onde se paga menos impostos", declarou o presidente francês em uma visita à empresa de venda pela internet "vente-privée.com".

"Todo mundo deve estar nas mesmas condições de concorrência, inclusive no plano fiscal", disse o presidente francês e acrescentou que "com respeito a esses grandes grupos que conhecemos, que se instalam nos países com impostos societários baixos, temos que atuar".

Hollande disse também estar "de acordo" com o presidente norte-americano Barack Obama - com quem se reunirá na próxima semana nos Estados Unidos - em realizar "um esforço de harmonização fiscal" internacional.

O chefe de Estado francês realizará uma visita oficial aos Estados Unidos nos dias 10 a 12 de fevereiro, onde se reunirá com os gigantes do Vale do Silício em São Francisco, entre os quais os dirigentes do Facebook, Twitter, Mozilla e Google.

Estas declarações acontecem na mesma semana em que, segundo o jornal francês "Le Point", a Receita francesa corrigiu os impostos, em virtude da qual reivindica do Google bilhões de euros.

"São rumores e não comentamos os rumores", declarou à AFP um porta-voz do grupo na França. Por sua vez, o Ministério da Economia se negou a confirmar ou a desmentir a informação, em virtude do sigilo fiscal.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo