Entretenimento

Papa lê carta pelo Dia do Holocausto, 'vergonha para humanidade'

27/01/2014 20h54

CIDADE DO VATICANO, 27 Jan 2014 (AFP) - O papa Francisco classificou o Holocausto, nesta segunda-feira, de "vergonha para a humanidade", em uma carta endereçada ao rabino argentino Abraham Skorka, lida durante um concerto realizado com os violinos de judeus vítimas das perseguições nazistas.

Escrita de próprio punho em espanhol, por ocasião da comemoração anual da libertação do campo de extermínio de Auschwitz, em 1945, a carta do papa ao amigo Skorka foi publicada por ocasião de um concerto no "Parque da Música" de Roma, em memória das vítimas do Shoah.

Doze violinos e um violoncelo que foram encontrados e restaurados pelo artesão especializado em instrumentos Ammon Weinstein foram usados no evento intitulado "Os violinos da esperança".

Francisco disse desejar que o público do concerto "possa mergulhar nessas lágrimas históricas que surgem por meio dos violinos" e "sentir o forte desejo de se comprometer para que nunca mais se repitam tais horrores que são uma vergonha para a humanidade".

Um desses violinos acompanhou deportados em sua última caminhada para as câmaras de gás.

Os músicos que participam do concerto pertencem às três religiões monoteístas - Islã, Cristianismo e Judaísmo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo