Topo

Entretenimento

Companheira do presidente francês vai permanecer no hospital por mais tempo

13/01/2014 17h48

PARIS, 13 Jan 2014 (AFP) - A companheira do presidente François Hollande, Valérie Trierweiler, hospitalizada desde a revelação de um relacionamento do chefe de Estado francês com uma atriz, "não deixará o hospital nesta segunda-feira à noite", como estava inicialmente previsto, indicou sua assessoria.

"Os médicos consideram que ela precisa de mais repouso", indicou a mesma fonte, sem indicar a provável duração de sua hospitalização.

Muito abalada, a primeira-dama, de 48 anos, foi internada na sexta, algumas horas depois das revelações da revista Closer sobre o romance entre o chefe de Estado, de 59 anos, e a atriz Julie Gayet, de 41.

Confirmando no domingo as informações da imprensa que anunciavam a hospitalização da primeira-dama, seu entorno havia indicado que ela ficaria em repouso e seria submetida a alguns exames.

O anúncio de que seu tempo de internação foi estendido acontece antes de François Hollande conceder, na terça-feira, a terceira entrevista coletiva à imprensa de seu mandato, diante de um batalhão de 500 jornalistas.

Ela deve ser dedicada a seus projetos para 2014, mas será inevitavelmente marcada por essas revelações sobre sua vida privada.

Sem desmentir as informações da Closer, François Hollande tomou o cuidado de deixar claro que se expressava em seu nome ao "lamentar profundamente os ataques a sua vida privada, ao qual ele tem direito como qualquer cidadão". Ele anunciou também que vai "examinar as medidas, inclusive as judiciais", que vai tomar.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento