Entretenimento

Escritores boicotam encontro com Putin em protesto contra presos políticos

De Moscou (Rússia)

20/11/2013 15h03Atualizada em 20/11/2013 15h41

Dois conhecidos escritores russo cancelaram suas participações em um grande encontro da comunidade literária com o presidente Vladimir Putin nesta quinta-feira (20), em protesto contra a existência de presos políticos, segundo explicou um deles, Boris Akunin.

Espera-se que o evento reúna mais de 500 escritores, poetas, tradutores e professores de letras para tratar dos problemas do setor literário russo, segundo comunicado do Kremlin.

Akunin, autor fundamentalmente de romances policiais históricos traduzidos no mundo todo e ligado à oposição russa, anunciou em seu blog que boicotará o encontro.

"Enquanto houver presos políticos, não posso ficar perto dele (Putin)", escreveu.

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, respondeu que a postura do autor não é construtiva.

Dmitri Bykov, outro famoso escritor ligado à oposição, também anunciou sua ausência.

Recentemente, o presidente russo vem recebendo críticas da comunidade internacional por conta de dois casos de grande repercussão: as prisões de integrantes da banda punk Pussy Riot que fizeram performance em uma catedral, e de membros de Greenpeace que participaram de um protesto contra a exploração de petróleo no Ártico.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo