Topo

Entretenimento

Apresentador do Miss Universo critica a lei russa antigays

08/11/2013 10h48

MOSCOU, 08 Nov 2013 (AFP) - Um dos apresentadores do concurso Miss Universo, cuja final será realizada em Moscou, o americano Thomas Robert, denunciou na capital russa a legislação antigay do país.

"A lei russa (sobre a propaganda homossexual) marca um capítulo obscuro na história da comunidade LGBT (lésbicas, bissexuais, gays, transsexuais)", afirmou Robert ao chegar a Moscou.

Abertamente gay, Robert chegou à capital russa acompanhado de seu companheiro, com quem se casou no ano passado depois de anunciar publicamente sua homossexualidade em 2006.

"Não há motivos para demonizar a comunidade LGBT", afirmou ainda Thomas Robert, apresentador do programa "MSNBC Live" no canal NBC americano.

O presidente russo Vladimir Putin promulgou em junho uma controvertida lei que castiga qualquer ato de "propaganda homossexual" ante menores com multas e penas de prisão.

am-lap/lpt/tj/at/avl/cn

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento