Topo

Entretenimento

Leilão de arte moderna da África Oriental arrecada cerca de US$ 210 mil

Da AFP, de Nairóbi

06/11/2013 12h37

Os organizadores do primeiro leilão de arte moderna do leste da África, que aconteceu na noite de terça-feira (5) em Nairóbi, comemoraram nesta quarta-feira o sucesso do evento e anunciaram a venda de 90% das obras.

"Foi um verdadeiro sucesso. Não posso acreditar", afirmou Danda Jaroljmek, da Circle Arte, agência com sede na capital do Quênia que organizou o leilão.

A obra mais cara, uma pintura a óleo de título "Celebration", foi vendida por 1,7 milhão de shillings (cerca de US$ 27.300), o dobro do preço de catálogo. A peça foi criada pelo artista ugandense Geoffrey Mukasa e retrata uma cena de baile e percussões.

"Duas ou três obras não foram vendidas, mas muitas foram leiloadas por mais que o valor estimado", disse Jaroljmek. No total, o leilão arrecadou 18,5 milhões de shillings (cerca de US$ 210 mil). A venda aconteceu em um hotel cinco estrelas da capital do Quênia.

Entre os artistas que tiveram suas obras leiloadas estavam quenianos, etíopes, tanzanianos, ugandenses e sudaneses. Mais da metade das obras, pinturas e esculturas foram adquiridas por compradores locais.

O sucesso do evento comprova o crescente interesse provocado mercado de arte da África do Leste.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento