Entretenimento

Funcionários chineses são demitidos por restauração bizarra de templo

22/10/2013 12h24

PEQUIM, 22 Out 2013 (AFP) - Dois funcionários públicos do nordeste da China foram demitidos pela "restauração" de um templo, que resultou no desaparecimento de seus afrescos originais, indicou nesta terça-feira a imprensa local.

No edifício, um templo construído há 270 anos na cidade de Chaoyang, os antigos afrescos foram completamente cobertos com pintura nova, representando personagens desenhados de forma simplista em cores brilhantes.

A polêmica veio à tona quando um internauta postou algumas fotos da "restauração", comparando-a com as pinturas murais originais, e os funcionários foram acusados de terem destruído o patrimônio cultural e histórico da cidade.

Em resposta, as autoridades da província de Liaoning afastaram de suas funções o responsável pelo templo e o responsável pela gestão do patrimônio da cidade, segundo o jornal Global Times.

Muitos internautas ridicularizaram o novo visual do templo, dizendo que as imagens eram "piores do que rabiscos".

"Como um residente de Chaoyang, acredito que aqui existem algumas pessoas que merecem um transplante de cérebro", disse um morador da cidade.

wf-seb/ple/avl/ame/mr

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo