Topo

Entretenimento

Sessão de fotos não autorizada da Miss Universo é investigada

10/10/2013 12h59

AGRA, Índia, 10 Out 2013 (AFP) - A polícia indiana anunciou nesta quinta-feira a abertura de uma investigação contra a Miss Universo por uma sessão de fotos para promover sapatos, realizada no domingo sem autorização no famoso mausoléu Taj Mahal.

A americana Olivia Culpo, de 21 anos, visitou o monumento situado na cidade indiana de Agra no último domingo, no âmbito de um giro de dez dias por esse país.

"Abrimos um processo contra a senhorita Culpo e os membros de sua equipe depois de termos recebido uma queixa", anunciou à AFP Sushant Gaur, da polícia de Agra.

A mulher posou para os fotógrafos sentada na cadeira de Diana, construída em mármore e situada à frente do mausoléu, chamada assim após a visita da princesa de Gales em 1992.

"Há regras rígidas que proíbem qualquer promoção utilizando o Taj Mahal e a sessão de fotos foi realizada sem prévia autorização", declarou N.K. Pathak, um dos funcionários em Agra da Archeological Survey of India (ASI), a autoridade encarregada da proteção do patrimônio.

A investigação encontra-se em uma etapa preliminar e não terminará necessariamente nos tribunais. A Miss Universo deverá pagar uma multa se for considerada culpada.

Os visitantes devem tirar os sapatos e deixá-los no jardim antes de entrar no Taj Mahal, mausoléu construído pelo imperador mongol Shah Jahan em memória de sua esposa, Mumtaz Maha.

Munazar Ali, o encarregado da proteção do mausoléu, estimou em declarações ao jornal Bombay Mid Day que a Miss Universo se comportou de forma desrespeitosa e ofensiva.

str-abh/ef/ros/cmk/ame/ma

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento