PUBLICIDADE
Topo

Morreu o cineasta canadense Michel Brault, premiado em Cannes

22/09/2013 12h37

MONTREAL, 22 Set 2013 (AFP) - O cineasta canadense Michel Brault, ganhador do prêmio de melhor diretor com o filme "Les Ordres" em 1975 em Cannes, morreu aos 85 anos após um ataque cardíaco, noticiou neste sábado a emissora pública Rádio Canadá.

"Com muita tristeza, acabamos de saber do falecimento do grande cineasta Michel Brault, personalidade que marcou o cinema quebequense", escreveu em um post em sua conta no Twitter o Escritório Nacional do Filme no Canadá.

Nascido em 25 de junho de 1928 em Montreal, Brault é geralmente apresentado como um mestre documentarista. Foi diretor de fotografia do documentário "Chronique d'un été", do etno-antropólogo francês Jean Rouch e do sociólogo Edgard Morin, com o qual conquistou o prêmio da crítica em 1961 em Cannes.

Com seu filme "Les Ordres", Brault consagrou-se como diretor. Esta comédia histórica sobre as condições de confinamento de centenas de pessoas depois da "crise de outubro", após as medidas de exceção adotadas pelo governo do primeiro-ministro canadense Pierre Trudeau no começo dos anos 1970, o levou a ganhar o prêmio de melhor diretor no Festival de Cannes de 1975.

Brault tinha previsto participar dos próximos "Encontros Internacionais do Documentário de Montreal" em meados de novembro para comemorar o 50° aniversário de estreia de seu documentário, "Pour la suite du monde" (1963).