PUBLICIDADE
Topo

Filme mexicano 'No se aceptan devoluciones' faz história nos EUA

03/09/2013 22h06

LOS ANGELES, California, 04 Set 2013 (AFP) - A comédia familiar "No se aceptan devoluciones" ("Instructions not Included"), do mexicano Eugenio Derbez, fez história ao se tornar o primeiro filme em espanhol com a maior arrecadação de bilheteria em seu fim de semana de estreia nos EUA.

Escrito, dirigido e protagonizado por Derbez, "No se aceptan devoluciones" surpreendeu com o quinto lugar das bilheterias dos EUA, arrecadando US$ 10,3 milhões entre sexta e o feriado de segunda-feira, segundo a Exhibitor Relations, empresa que monitora os números da indústria cinematográfica. Se for considerado apenas o intervalo entre sexta e domingo, o filme sobe para quarto lugar.

A comédia sobre um playboy mexicano que tem de assumir uma paternidade inesperada conseguiu esse recorde, apesar de ter sido exibido em apenas 348 salas dos EUA.

O lançamento do filme foi antecedido por uma promoção considerada pouco agressiva por parte de sua produtora, Lionsgate, e após um modesto investimento de apenas US$ 5 milhões.

"São números impactantes para um filme, sobre o qual ninguém tinha ouvido falar. Ninguém achou que estaria nem entre os dez primeiros", disse à AFP o analista da Exhibitor Relations Jeff Bock.

O fim de semana prolongado nos EUA foi dominado por "O mordomo", protagonizado por Forest Whitaker, que conseguiu US$ 20,2 milhões entre sexta e segunda.

O segundo lugar ficou com o documentário sobre a banda britânica One Direction ("One Direction: This Is Us"), com US$ 18,4 milhões na estreia. Em terceiro, aparece a comédia "Família do bagulho", estrelado por Jennifer Aniston, com US$ 16,2 milhões.

Completam a lista dos mais vistos: a animação da Disney "Aviões" (US$ 10,8 milhões); o mexicano "No se aceptan devoluciones"; a superprodução com Matt Damon e Jodie Foster "Elysium" (US$ 8,4 milhões); o thriller "Os instrumentos mortais - Cidade dos Ossos" (US$ 7 milhões); "The World's End" (US$ 6,5 milhões); "Getaway" (US$ 5,6 milhões); e o filme de aventura "Percy Jackson e o mar de monstros" (US$ 6,1 milhões).