Entretenimento

Diretor da ópera "Sigfrido", de Wagner, é vaiado na Alemanha

Bayreuth, na Alemanha

30/07/2013 10h28

"Sigfrido", a terceira parte de "O anel do Nibelungo", de Richard Wagner, levada aos palcos pelo diretor alemão Frank Castorf com crocodilos e kalashnikovs, foi vaiada na noite de segunda-feira (29) em sua estreia no Festival de Bayreuth.

Um espectador teve de ser retirado em plena apresentação da ópera depois que reclamou da utilização de uma metralhadora para matar uma personagem.

No programa, os espectadores foram alertados que, durante a apresentação, seriam usadas armas de fogo, sem danos para os ouvidos do público.

A interpretação que Castorf, de 62 anos, deu a "O anel do Nibelungo" já havia dado o que falar nos dias anteriores.

A estreia de "O ouro do Reno" na noite de sexta-feira foi vaiada e Castorf, o 'enfant terrible' do teatro alemão, se negou a subir ao palco no final da ópera.

Apesar da críticas quanto à direção, a produção musicalmente foi muito bem recebida.

Os 200 anos do compositor e dramaturgo alemão Richard Wagner (1813-1883) estão sendo comemorados com várias montagens de suas obras nos países de idioma germânico.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo