Entretenimento

Morre o jornalista que denunciou a tortura na Argélia

18/07/2013 09h10

PARIS, França, 18 Jul 2013 (AFP) - O jornalista e militante comunista Henri Alleg, que denunciou a tortura cometida pelas forças francesas durante a guerra da Argélia, morreu na quarta-feira, em Paris, aos 91 anos, informou nesta quinta-feira uma fonte do jornal francês L'Humanité.

Alleg, um militante comunista que lutou pela libertação da Argélia, foi detido em 1957 pelos paraquedistas franceses em plena batalha de Argel e submetido a torturas.

Em seu livro "La Question", Alleg contou sobre sua prisão e as humilhações que sofreu nas mãos do exército francês.

Publicado na França em 1958, o livro foi imediatamente proibido. Mas, graças a edições clandestinas, a obra contribuiu para revelar as torturas realizadas pelas forças francesas durante a guerra da Argélia.

Nascido em julho de 1921, em Londres, filho de pais judeus poloneses, Alleg se mudou em abrio de 1940 em Argel e um ano depois começou a militar no Partido Comunista Argelino (PCA).

Dirigiu o jornal Argel Republicano, órgão do PCA, de fevereiro de 1951 a julho de 1955, quando foi proibido.

Depois de sua detenção em 1957, Alleg foi condenado a dez anos de trabalhos forçados na França, mas escapou e voltou para Argel.

Membro do Partido Comunista Francês (PCF), ao qual permaneceu fiel até o fim de sua vida, Alleg trabalhou para o jornal L'Humanité, órgão desse partido, de 1966 a 1980.

Meio século depois da independência da Argélia, em 1962, o presidente socialista francês François Hollande reconheceu ante o Parlamento argelino os "sofrimentos que a colonização francesa infringiu ao povo argelino", e mencionou várias vezes o termo tortura.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo