Entretenimento

Moda masculina primavera-verão 2015 desfila em Paris

25/06/2013 06h37

PARIS, 25 Jun 2014 (AFP) - A moda masculina começou a desfilar nesta quarta-feira nas passarelas de Paris as coleções que marcam as tendências para a primavera e o verão de 2015.

Depois das coleções apresentadas em Londres e dos desfiles de Milão, que terminaram nesta terça-feira com a criatividade pop da DSquared2, o barroco Roberto Cavalli e a elegância atemporal de Giorgio Armani, Paris apresenta cerca de 50 desfiles até domingo.

O veterano Lucien Pellat-Pinet, que festeja 20 anos de coloridas coleções que lhe renderam o apelido do "rei da caxemira" abriu o jogo com uma apresentação em showroom com muito streetwear, estampas de caveiras e folhas de maconha, "símbolo da liberdade".

"Há 20 anos o que me interessa é vestir a rua, com roupas que todo mundo pode usar, utilizando a melhor qualidade de fibras para a caxemira e os melhores algodões, para que a roupa gasta possa ser usada durante anos", explicou o estilista em entrevista à AFP.

A coleção teve tons variados, com destaque para o azul e o turquesa, incluindo camisetas brancas estampadas com imagens do fotógrafo americano Larry Clark, que mostravam jovens em bairros populares de Los Angeles.

Além das passarelas montadas especialmente para os desfiles em diferentes lugares da capital francesa, há dezenas de apresentações em showrooms, como na sexta-feira, com a esperada estreia do novo estilista da marca espanhola Loewe, o jovem prodígio irlandês Jonathan Anderson.



- A moda transformada em polêmica nos tribunais -

Nesta quarta-feira, desfilam as coleções da Carven, do reconhecido estilista Guillaume Henry, os belgas Walter Van Beirendonck e Raf Simons, além do clássico Valentino. Nos dias seguintes desfilam as marcas mais famosas como Louis Vuitton, Dior Homme, Hermes e Paul Smith, fechando a temporada parisiense com Saint Laurent.

Após a moda masculina, e indo contra a tradição, acontecerá uma pausa nas passarelas por vários dias para retomar o fôlego com a Alta-costura feminina, apresentada de 6 a 11 de julho.

Entre os estilistas de Alta-costura se destacam esse ano vários da América Latina, que mostrarão suas criações em desfiles ou apresentações fora do programa oficial, incluindo o brasileiro Gustavo Lins, o mexicano Antonio Ortega, o peruano Alexandre Delima e o venezuelano Oscar Carvallo.

O mundo da moda volta os holofotes na próxima semana para os tribunais, com um toque de polêmica: a marca Balenciaga apresentou uma acusação contra o estilista responsável pelo renascimento da marca, Nicolas Ghesquière, que agora trabalha para a Louis Vuitton.

Ghesquière é acusado pela marca fundada pelo lendário estilista basco Cristóbal Balenciaga de tê-la denegrido em declarações públicas após a ruptura do contrato do estilista em novembro de 2012.

Conforme o contrato, o estilista francês, que teria cobrado uma indenização de 6,5 milhões de euros, teria se comprometido a não fazer declarações que pudessem ser prejudiciais para a imagem da Balenciaga.

Mas duas semanas depois Ghesquière deu várias entrevistas em que criticou a estrutura interna da Balenciaga como burocracia cada vez mais institucional a ponto de não ter mais nada a ver com a moda. Ghesquière apresentou em março passado sua primeira coleção prêt-à-porter para Louis Vuitton.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo