Entretenimento

Revista islamita em inglês encoraja a 'jihad individual' no Ocidente

05/06/2013 11h50

PARIS, 05 Jun 2013 (AFP) - Os recentes ataques e atentados em Londres e Boston são apenas o começo de uma ofensiva que será travada contra o Ocidente por jihadistas motivados por um justo desejo de vingança, diz a revista extremista "Azan" em sua segunda edição na internet.

A revista digital de 98 páginas, em inglês e ricamente ilustrada, é resultado do trabalho de ativistas que assinam como os "talibãs de Khorassan", nome medieval de um território que inclui o Afeganistão e partes do Irã. Ela foi rastreada em um site de compartilhamento internacional pelo centro de monitoramento de sites islamitas, o SITE Institute.

Assim como a revista "Inspire", publicada regularmente na internet pela "Al-Qaeda na Península Arábica" (AQAP), é destinada principalmente a leitores ocidentais, especialmente os jovens muçulmanos que esperam seguir o caminho da jihad. "Azan" significa em árabe "a chamada para a oração".

Em um artigo intitulado "Os estrangeiros vitoriosos", ilustrado por fotografias do ataque de 15 de abril durante a Maratona de Boston, um certo Muhammad Qasim (provavelmente um pseudônimo) diz que este ato é justificado pelos "massacres cometidos pelos Estados Unidos em todo o mundo durante a última metade do século".

"Certamente, a América deve sofrer muito antes de a balança da justiça se equilibrar", ressalta, depois de enumerar os crimes cometidos pelos Estados Unidos no Japão, Vietnã, Guatemala e no Iraque.

Em outro artigo intitulado "O Despertar da ummah" (comunidade de fiéis), Mustafa Ahmad afirma que "os muçulmanos são atacados no Afeganistão, na Palestina, no Iraque e em outros lugares, e que por isso têm o direito garantido à vingança contra a Grã-Bretanha, Estados Unidos e França".

Ele defende o que chama de "a jihad individual", ataques realizados por um indivíduo ou pequenos grupos, como o recente atentado em Londres contra um soldado.

"As operações individuais no terreno do inimigo podem ter um efeito enorme", escreveu.

"O martírio irá inspirar, se Deus quiser, muitos irmãos e irmãs ao redor do mundo.(...) Os muçulmanos em países ocidentais devem estar cientes de que o centro das atenções são eles. A juventude no ocidente não deve perder esta oportunidade de realizar a jihad".

mm/ao/thm/sym /mr

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo