Entretenimento

Carta escrita por Dreyfus na prisão vai a leilão em Paris

17/04/2013 10h37

PARIS, 17 Abr 2013 (AFP) - Uma comovente carta escrita em 1895 por Alfred Dreyfus, judeu francês acusado equivocadamente de traição e expulso do Exército, desencadeando uma crise que dividiu durante muitos anos a sociedade francesa, será leiloada em Paris em maio.

Escrita por Dreyfus (1859-1935) um ano depois de ser condenado por traição, o documento está endereçado ao Ministério do Interior, indicou nesta quarta-feira a casa Sotheby's, que leiloará a carta em 29 de maio.

A carta escrita pelo capitão de artilharia do Exército francês é estimada em entre 100.000 e 150.000 euros (entre 130.000 e 196.000 dólares), indicou um comunicado da casa de leilões, que destaca o grande interesse histórico do documento.

"Fui condenado pelo crime mais infame que um soldado pode cometer, e sou inocente", escreveu Dreyfus em sua cela na ilha de Re (na costa atlântica francesa).

O militar, que foi vítima de um erro judicial, em um contexto de antissemitismo e espionagem --que levou o escritor Emile Zola a publicar sua famosa carta "Eu acuso"--, foi reabilitado apenas em 1906.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo