PUBLICIDADE
Topo

Emmanuel Hoog candidato à reeleição à frente da AFP

25/03/2013 11h39

PARIS, 25 Mar 2013 (AFP) - O CEO da Agência France-Presse, Emmanuel Hoog, anunciou nesta segunda-feira que se candidatará a um segundo mandato de três anos à frente da agência.

Em um e-mail enviado aos funcionários da AFP, Hoog, de 50 anos, cujo mandato atual termina em abril, escreveu que "toda reforma deve ser de longo prazo". Ele ressaltou a necessidade do diálogo e citou "o combate para defender" as posições da agência, "principalmente frente a concorrência".

O Conselho de Administração da AFP se reunirá em 4 de abril para decidir a eleição da presidência.

Defendendo os resultados alcançados, "apesar da crise econômica e sistêmica da imprensa", Hoog afirmou que a AFP "enfrentou desafios por muito tempo ignorados: exigências de gestão ignoradas, investimentos sem suficiente financiamento e antecipação".

Hoog citou os cinco desafios prioritários da agência para "manter nos próximos anos um serviço de informação de qualidade mundial, confiável e independente". Entre os desafios estão "a atualização de suas ferramentas de trabalho", "a reestruturação de seu dispositivo técnico, administrativo e da redação" e o "fortalecimento dos serviços de crescimento mundial", em particular "o vídeo online" e o esporte.

O presidente da AFP é eleito pelo Conselho de Administração da agência e deve receber 12 de um total de 15 votos, um consenso entre os administradores representantes da imprensa, audiovisual e governo.

Emmanuel Hoog, ex-presidente do Instituto Nacional de Audiovisual, foi eleito em 15 de abril de 2010 à frente da AFP. Dez candidatos disputaram a sucessão de Pierre, que renunciou durante o seu segundo mandato para trabalhar no grupo France Télécom.

A Agência France-Presse é uma das três agências mundiais ao lado da britânica Reuters e da americana Associated Press. Com um volume de negócios de quase 290 milhões de euros anuais, a AFP produz informações, fotos, vídeos e infográficos em seis línguas e emprega 2.260 colaboradores de 80 nacionalidades.