PUBLICIDADE
Topo

Morre o nigeriano Chinua Achebe, um dos pais da literatura africana moderna

22/03/2013 10h36

LAGOS, 22 Mar 2013 (AFP) - Um dos pais da literatura africana moderna, o escritor nigeriano Chinua Achebe, autor do romance "Quando tudo se desmorona", faleceu aos 82 anos, anunciou sua editora nesta sexta-feira.

"Temo que esta triste notícia esteja confirmada", declarou Mari Yamazaki, porta-voz da editora Penguin em Londres.

Segundo os meios de comunicação nigerianos, o escritor morreu nos Estados Unidos, em um hospital de Boston, Massachusetts. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Chinua Achebe publicou em 1958 seu primeiro romance, "Quando tudo se desmorona", uma obra impregnada da cultura Igbo, a etnia a qual pertencia, sobre um de seus temas preferidos: a colonização.

Achebe costumava criticar os dirigentes de seu país e denunciava o comportamento da classe política, como fez, por exemplo, em seu The trouble with Nigeria (O problema com a Nigéria), publicado em 1984.

Era professor na Brown University, Estados Unidos.

-mjs/yad/hba/jpc/erl/ahg/ma/cn