Topo

Entretenimento

Quadro de Delacroix vandalizado em museu na França já está restaurado

AFP PHOTO/ PHILIPPE HUGUEN
Obra-prima "A Liberdade Guiando o Povo", de Delacroix, na sucursal do Museu do Louvre em Lens, no norte da França Imagem: AFP PHOTO/ PHILIPPE HUGUEN

08/02/2013 07h59

O famoso quadro "A Liberdade Guiando o Povo", de Delacroix,  vandalizado por uma mulher no museu do Louvre em Lens na tarde de quinta-feira, no norte da França, foi restaurado nesta sexta-feira. Segundo informações do jornal britânico The Guardian, a inscrição com marcador negro no canto inferior direito da tela foi retirada após análise de um especialista enviado diretamente de Paris.

Um funcionário do museu declarou que " a pintura está intacta e que a inscrição com o marcador foi superficial, só atingiu a camada de verniz e não chegou a danificar a tinta". A operação durou cerca de duas horas e o quadro sequer foi retirado da parede.

Em visita ao museu, na tarde de quinta-feira (7), uma mulher escreveu as letras "AE911" no quadro com um marcador negro, antes de ser detida por um segurança e por outro visitante. Segundo o jornal, a autora da ação afirmou que tentava divulgar uma organização que acredita que os ataques de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos fizeram parte de uma conspiração.

O incidente ocorreu pouco antes do fechamento do museu, inaugurado em 4 de dezembro em Lens, uma das zonas mais castigadas economicamente no país.

A mulher, de 28 anos, foi entregue à polícia, que a deteve para interrogatório.

Este quadro, um dos que atraem mais visitantes ao Louvre, foi transferido a Lens em dezembro, poucos dias antes da inauguração da nova sucursal.

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento