PUBLICIDADE
Topo

Diretor do Bolshoi atacado com ácido será interrogado

O diretor do balé Bolshooi Sergei Filin, em Moscou - AFP
O diretor do balé Bolshooi Sergei Filin, em Moscou Imagem: AFP

19/01/2013 12h33

MOSCOU, 19 Jan 2013 (AFP) - Investigadores russos foram autorizados neste sábado a interrogar em seu quarto de hospital o diretor artístico do Bolshoi, Sergei Filine, que foi atacado na quinta-feira com ácido.

Filine foi gravemente ferido no rosto e as queimaduras podem fazer com que perca a visão. Ele "será interrogado pelos investigadores em seu quarto de hospital", segundo uma fonte policial citada pela agência Itar-Tass.

O Ministério do Interior e o Comitê de Investigação da Rússia não divulgaram informações sobre o andamento da investigação.

O ex-bailarino, que sofreu queimaduras de terceiro grau no rosto e na córnea de ambos os olhos, voltou para o seu quarto de hospital após passar por uma cirurgia na sexta-feira.

"Não há complicações, o paciente não está sofrendo", disse à agência Mtitchkine Alexander, o médico-chefe do hospital nº 36 de Moscou, um dos principais serviços de emergência da cidade, para onde Sergei Filine foi levado após o ataque.

O médico indicou que ainda é cedo para fazer previsões sobre possíveis sequelas.

Sergei Filine, de 42 anos, foi nomeado diretor artístico do prestigiado Teatro Bolshoi em 2011.

O diretor do Bolshoi, Anatoly Iksanov, disse sexta-feira que Sergei Filine havia recebido ameaças. Ele teve seu e-mail e conta do Facebook hackeadas e os pneus de seu carro furados nas últimas semanas.

Colegas de Filine relataram as rivalidades nos bastidores do teatro de maior prestígio no país.