Topo

Entretenimento

Hospital britânico nega contato com rádio australiana sobre trote

10/12/2012 11h38

LONDRES, 10 dez 2012 (AFP) - O hospital londrino vítima de um trote telefônico de uma rádio australiana que buscava informações sobre Catherine, a esposa grávida do príncipe William, afirmou nesta segunda-feira que não manteve contato com a emissora entre a ligação pré-gravada e sua difusão.

"Depois do trote, a emissora não falou com nenhum dos diretores do hospital nem com nenhuma das pessoas responsáveis pelo contato com a imprensa", declarou uma porta-voz do hospital King Edward VII.

O diretor do Southern Cross Austereo, o grupo australiano proprietário da emissora 2Day FM, disse que a rádio havia tentado entrar em contato em cinco oportunidades com o hospital para falar sobre a gravação antes de difundi-la na noite de terça-feira da semana passada.

"É absolutamente correto afirmar que tentamos contactar estas pessoas em diversas ocasiões", afirmou Rhys Holleran.

"Ligamos para falar sobre o que havíamos gravado. Tentamos contactá-los em pelo menos cinco ocasiões", completou.

Dois locutores da emissora 2DayFM ligaram na terça-feira da semana passada para o hospital King Edward VII e imitaram a rainha Elizabeth II e seu filho, o príncipe Charles, para tentar obter informações sobre o estado de saúde de Catherine, internada por uma complicação relacionada a sua gravidez.

A enfermeira que atendeu a ligação e a passou para uma companheira que atendia a duquesa de Cambridge, Jacintha Saldanha, foi encontrada morta na sexta-feira passada.

A imprensa britânica afirma que ela cometeu suicídio, mas os resultados da necropsia de Saldanha, que tinha 46 anos e era mãe de dois filhos, devem ser revelados apenas esta semana.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento